Pedrógão Grande: PSD desiste do debate no parlamento

26.07.2017

|

Actualidade

O líder da bancada parlamentar do PSD, Hugo Soares, acusa o Governo de ter criado "especulação".

O líder da bancada parlamentar do PSD, Hugo Soares, considera que foi colocado um ponto final da especulação criada pelo Governo d propósito da lista das vítimas de Pedrógão Grande e anunciou, esta quarta-feira, que o PSD desistirá do debate na Comissão Permanente da Assembleia da República.

"Com a divulgação da lista" pela PGR, "não faz sentido" o PSD manter o debate pedido, defendeu o líder parlamentar do PSD em declarações aos jornalistas no parlamento, dois dias depois de ter dado um prazo de 24 horas para o governo divulgar os nomes, o que não aconteceu.

Horas após a PGR ter divulgado os 64 nomes das vítimas mortais, que deixaram de estar em segredo de justiça, Hugo Soares disse que, “como é evidente, depois de ter sido publicada a lista, deixa de fazer sentido a exigência do PSD”.

“Finalmente, a especulação acabou”, defendeu Hugo Soares, que elogiou a decisão do Ministério Público e criticou o Governo por “gerir politicamente aquilo que não pode nem deve estar no domínio da política”. Para o líder da bancada social-democrata, o Ministério Público “andou bem, divulgou a lista e pôs também um ponto final em torno daquela especulação à volta do segredo de justiça”.

O Governo “não fez o seu trabalho, fez o Ministério Público e fez muito bem”, concluiu.

“Finalmente foi posto um ponto final numa especulação criada pela irresponsabilidade do Governo e pela forma como quis gerir politicamente aquilo que não pode nem deve estar no domínio da política”, disse.

O PSD acredita que esta é “uma boa notícia” para o país, dado que as famílias podem finalmente ser ressarcidas pelos danos e mortes dos seus familiares” e que agora podem “continuar as suas vidas em paz”.

Rádio Renascença