PR saúda descida do desemprego. É a "continuação de evolução já prevista"

28.07.2017

|

Actualidade

"É um factor positivo que se deve reconhecer, não há dúvida", diz Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, saudou, esta sexta-feira, a descida da taxa de desemprego para 9,2% em Maio e considerou que se trata da "continuação de uma evolução já prevista".

O chefe de Estado falava a propósito dos dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), que reviu em baixa a taxa de desemprego de maio para 9,2%, o valor mais baixo desde 2008, e estima para junho uma nova descida para 9,0%.

"É a continuação de uma evolução já prevista", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, em resposta aos jornalistas, no final da cerimónia de encerramento do ano lectivo no Instituto Universitário Militar.

"E é um factor positivo que se deve reconhecer, não há dúvida", acrescentou, não se alongando mais sobre o tema.

Os jornalistas questionaram-no, em seguida, sobre a afirmação que fez, em entrevista ao Diário de Notícias, de que não lhe "passa pela cabeça" que alguém pudesse esconder o número de vítimas dos incêndios e de que "deve haver cabeça fria".

Contudo, Marcelo Rebelo de Sousa escusou-se a comentar essa notícia, com excertos já divulgados da entrevista que será publicada durante o fim-de-semana.

"Vamos esperar que a entrevista seja publicada, não, talvez? Seria original comentar uma entrevista antes de ser publicada", respondeu, acrescentando que não tinha "mais nada a dizer" nesta ocasião.

Rádio Renascença