Pedrógão Grande: Governo garante apoio a agricultores que tiveram prejuízos

02.08.2017

|

Governo

O ministério da Agricultura garantiu hoje que vai apoiar os agricultores que têm vindo a sofrer prejuízos nos incêndios ocorridos pelo país, a exemplo do que sucedeu no fogo de Pedrógão Grande, em junho.


Em comunicado enviado à agência Lusa, o ministério da Agricultura adianta que os seus serviços "estão no terreno, a proceder ao levantamento de eventuais prejuízos nas explorações agrícolas situadas em freguesias onde os danos ao potencial produtivo ultrapassem os 30%".
De acordo com a nota, os apoios que serão disponibilizados "destinam-se a compensar perdas no potencial produtivo em maquinaria, equipamentos, instalações agrícolas, animais e culturas permanentes", como a vinha, olival e pomares, e "correspondem a 50% a fundo perdido do valor elegível".
Segundo o mesmo documento, as candidaturas deverão ser apresentadas através do portal eletrónico www.pdr-2020.pt.
Citado no texto, o ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Capoulas Santos, considera o apoio da tutela "um ato de solidariedade e de justiça através do qual se pretende suavizar a situação dos agricultores tão duramente afetados pelo flagelo dos incêndios que têm assolado o país".
O ministério da Agricultura recorda ainda que no caso dos grandes incêndios que afetaram a região Centro em junho as candidaturas "poderão ser apresentadas até ao próximo dia 08 de setembro".
Está disponível um montante global de cerca de 10 milhões de euros para apoios "destinados a compensar os agricultores pelos prejuízos sofridos".

LUSA