Fundação Amazonas Sustentável vence Prémio Gulbenkian

18.07.2016

|

Ambiente

A Fundação Amazonas Sustentável é a grande vencedora do Prémio Calouste Gulbenkian 2016. A distinção, criada para homenagear o fundador Calouste Gulbenkian, e que tem o valor monetário de 250 mil euros será entregue esta quarta-feira, pelo Presidente da República.

O ex-presidente da República, Jorge Sampaio, e presidente do júri do prémio distinguiu esta organização ambiental brasileira pelo trabalho que tem desenvolvido na floresta Amazónica.
O jurí sublinhou ainda que este é "um sinal forte" para a importância nas questões ambientais,no mesmo ano em que foi alcançado o acordo histórico sobre as alterações climáticas, por um número recorde de países, na ONU.

A Amazonas Sustentável existe desde 2007, fruto de uma parceria entre o Banco Bradesco e governo regional do Amazonas, e definiu como missão a defesa e valorização da floresta, a conservação ambiental e a melhoria da qualidade de vida das comunidades.

O Diretor-Geral da Fundação Amazonas Sustentável, Virgílio Viana, diz-se "honrado" e "reconhecido" pela obtenção Prémio Calouste Gulbenkian.

A cerimónia de entrega decorrerá a 20 julho, quarta-feira, às 18h30, no Anfiteatro ao Ar Livre da Fundação, seguindo-se um concerto pela Orquestra Gulbenkian.